OPINIÃO: Epidauro Pamplona. Paulo Afonso; pouco pão e muitos palhaços!

23/05/2016

Opinião - Epidauro Pamplona

 

 

 

 

 

“Panem et Circenses”, “pão e palhaços eram o único ideal do povão de Roma, segundo Juvenal: comida e diversão, além dos sacrifícios dos cristãos nas arenas da morte,  eram artifícios usados pelos imperadores para enganar a população da era clássica e evitar rebeliões dos mais esfomeados”.z

A máxima anacrônica do renomado poeta Juvenal adapta-se perfeitamente aos dias de hoje, principalmente em Paulo Afonso onde o Sr. prefeito, cognominado “Imperador Enrustido”, segundo seu ex-secretário de Saúde e atual vereador, ora no PMDB; na contramão de outras cidades que suspenderam os festejos por falta de recursos na maior crise econômica que flagela o país, o alcaide da Terra da Energia, além do custo estratosférico pela passagem da Tocha Olímpica colocando asfalto sobre asfalto para massagear seu ego narcisista, anuncia para o São João a contratação de bandas caríssimas, pagas adiantadas em prejuízos dos talentosos músicos da Terra que, quando conseguem tocar, geralmente só recebem meses depois passando por acintosas humilhações e privações.

Assim como na antiga Roma, o pão, ou seja, o Cartão da Cidadania da Prefeitura, apelidado no censo comum de “cartão da miséria” pelo parco valor monetário, atende sobremaneira os interesses eleitoreiros de vereadores da bancada do Executivo Municipal que parece ter dois braços: um comprido para perseguir seus opositores e cobrar multas e impostos, e outro bem curto que é só para locupletar seus diletos e enriquecer sua camarilha caudatária, regada a faustosos banquetes.

Claro que a juventude provinciana gosta de festa e de lazer, este preconizado na Carta Magna de 88 em seus artigos 6º e 217, e é um direito constituído, mas, apesar de fomentar de forma passageira os traficantes de drogas e a economia local, as sequelas da violência, da prostituição e dos drogados que exageram nas dosagens e são atendidos pelo Corpo Médico do SAMU com vestígios nas narinas de cocaína e “Crack”, o mal do século XXI, leva a ponderação do custo/benefício deste circo onde o povão tem pouco ou nenhum pão...

Epidauro Pamplona

2017 - Todos os direitos reservados
PRIMEIRAMAONOTICIAS.COM.BR