STF julga constitucionalidade de aulas de religião em escolas públicas

23/08/2017

Primeira Mão Notícias - foto divulgação

 

 

 

 

 

 

Acordo para ensino religioso em instituições do Estado foi feito em 2009 pelo governo Lula

Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar nesta quarta-feira (23) a constitucionalidade de um acordo feito pelo governo brasileiro e o Vaticano, em 2009, no governo Lula, para a adoção de aulas de religião católica nas escolas públicas brasileiras. À época, a Procuradoria-Geral da República (PGR) ajuizou ação alegando inconstitucionalidade, visto que, segundo a Constituição, o Brasil é um Estado laico.

Segundo a Folha de S. Paulo, a Advocacia Geral da União (AGU) defende a tese de que o ensino religioso é passível de ensinamento nas instituições públicas, mesmo diante da laicidade do Estado. O relator do processo é o ministro Luís Roberto Barroso.

2017 - Todos os direitos reservados
PRIMEIRAMAONOTICIAS.COM.BR