BAHIA: Após naufrágio com 19 mortos na Bahia, bens de empresa são bloqueados

21/09/2017

Primeira Mão Notícias - foto divulgação

 

 

 

 

 

 

A lancha Cavalo Marinho 1 naufragou minutos depois de deixar o terminal marítimo, na baía de Todos-os-Santos

Justiça da Bahia determinou nessa quarta-feira (20) o bloqueio de 5% da renda líquida mensal com a venda de bilhetes de transporte marítimo da CL Empreendimentos, empresa responsável pela lancha envolvida em um naufrágio que deixou 19 mortos na baía de Todos-os-Santos, nas proximidades de Salvador (BA).

De acordo com a Folha de S. Paulo, a Defensoria Pública do Estado fez o pedido para garantir o pagamento de futuras indenizações às vítimas e a Justiça acatou. O sócio da empresa Lívio Garcia Galvão Júnior também teve os bens bloqueados.

O valor bloqueado deve ser depositado no último dia de cada mês em uma conta judicial. Se a empresa não cumprir a decisão, recebe multa diária de R$ 1000.

A Defensoria Pública informou que esta primeira ação foi movida em favor de cinco vítimas do naufrágio atendidas em Salvador.

Em agosto deste ano, a lancha Cavalo Marinho 1 naufragou minutos depois de deixar o terminal marítimo, na baía de Todos-os-Santos. O acidente deixou 19 mortos.

2017 - Todos os direitos reservados
PRIMEIRAMAONOTICIAS.COM.BR