Compras por impulso: dicas de consumo consciente para evitar ciladas

10/10/2017

Primeira Mão Notícias - foto divulgação

 

 

 

 

 

 

Veja a lista de cuidados que podemos tomar para evitar cair em “armadilhas”

No Dia do Consumo Consciente (15), o Instituto Akatu chama atenção para a importância de refletir antes das compras para evitar impactos negativos desnecessários ao meio ambiente, à sociedade e ao nosso próprio bolso.

No nosso dia a dia, somos expostos a muitas tentações de consumo: a sedutora vitrine de roupas, o lançamento do equipamento de última tecnologia, a gôndola colorida de guloseimas, as ofertas “imperdíveis“ que chegam por e-mail ou pelas redes sociais, por exemplo. Tomados pela emoção ou por distração, acabamos por fazer compras por impulso. “Quando consumimos algo que não precisamos, muitas vezes somos tomados por sentimentos de culpa e de arrependimento, além de causarmos impactos negativos ao meio ambiente e à sociedade”, explica Helio Mattar, diretor-presidente do Instituto Akatu.

E não são poucos que caem nesta cilada. Uma pesquisa divulgada em maio pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC-Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) revelou que 37% dos consumidores admitem ter comprado algo que não precisavam nos últimos 30 dias.

Por isso, no Dia do Consumo Consciente (15/10), o Instituto Akatu preparou uma lista de cuidados que podemos tomar para evitar cair em “armadilhas”. Veja as dicas:

Roupas, Calçados e Acessórios

• Organize e conheça bem o seu guarda-roupa. Isso irá ajudá-lo a saber se uma peça nova é realmente necessária e se combina com outros itens que você já tem.

• Não se deixe levar por promoções. Muitas vezes somos seduzidos pela ideia de aproveitar uma “oportunidade imperdível” e, por isso, compramos um produto que não precisamos.

• Examine bem a qualidade das peças antes da compra. Considere também aspectos como a versatilidade e o seu estilo de se vestir.

• Para eventos especiais, em que a roupa será usada apenas uma vez, considere alugar uma peça ou tomá-la emprestada.

• Atenção especial às compras online: nem sempre é possível examinar detalhadamente a peça pelo site e as numerações podem variar.

• Não desconte suas frustrações na loja. Querer afogar as mágoas nas lojas pode ter um efeito rebote perverso, já que a culpa pode aparecer com mais força depois.

• Tenha um olhar crítico em relação aos produtos apresentados pelos famosos, que podem não ser tão úteis para você.

Cosméticos e Artigos de Perfumaria

• Aqui valem as mesmas dicas para evitar o consumo por impulso de roupas: não compre produtos com a esperança de melhorar a sua estima ou só porque um famoso que você admira indicou.

• No caso dos cosméticos, pense também que o efeito do produto varia muito conforme o tipo de pele e cabelo. Por isso, se possível, teste ou experimente um produto. O que é bom para outra pessoa pode não ser bom para você.

Alimentos e Guloseimas

• Planeje o cardápio semanal antes de ir às compras. Verifique a despensa e pense no que será consumido por você e sua família durante a semana. Faça uma lista de compras, para evitar sair do foco quando estiver na feira ou no mercado.

• Ao ir ao mercado, não vá com fome. Há muitos estímulos nas lojas e fica difícil resistir se você estiver com muito apetite.

• Leve em consideração (inclusive) o prazo de validade para decidir quais produtos irá comprar e a quantidade.

• Atenção aos pacotes família ou às promoções tipo “leve 2, pague 1”. Esse tipo de oferta pode ser aparentemente vantajosa, mas, antes de colocar o item no carrinho, é preciso se perguntar: “eu preciso mesmo disso?”

• Tome cuidado para que a ida a restaurantes não estoure o seu orçamento. Procure ter uma ideia dos valores dos pratos antes de entrar e se informe do tamanho dos pratos para que não haja desperdício. Sobrou? Veja se não vale levar para casa e aproveitar depois.

Equipamentos Tecnológicos

• Tenha clareza da sua real necessidade. Quais são as funções realmente importantes no produto que você pretende comprar?

• Leia as resenhas de outros consumidores para conhecer os pontos fortes e fracos do produto a partir de fontes imparciais.

• Na hora da compra, considere também a necessidade de manutenção e limpeza do produto. Já tenha em mente onde você irá guardá-lo.

• Tome cuidado com os equipamentos com promessas milagrosas, que dizem resolver magicamente um problema da sua vida.

• Ofertas sazonais e de datas comemorativas como Natal e Black Friday merecem cautela, já que nem sempre as promoções são imperdíveis como anunciadas. E nada é mais caro do que um produto que você não precisa, por mais barato que seja. 

2017 - Todos os direitos reservados
PRIMEIRAMAONOTICIAS.COM.BR