Workshop – Desafios da Tilapicultura reúne cerca de 150 participantes no CDTA do Campus VIII da UNEB

26/10/2017

Primeira Mão Notícias - fotos Heckel Júnior

 

 

 

 

 

 

Aquicultura Brasileira: oportunidades desafio e estratégias, Indicadores Socioeconômicos do Desempenho da Produção de Tilápia, Licenciamento Ambiental e Outorga de Águas Públicas da União e a Importância da Governança e Cooperação no Desenvolvimento de Arranjos Produtivos Locais. Esses foram alguns dos diversos temas apresentados nesta quarta-feira, 25, no Workshop – Desafios da Tilapicultura na Região dos Lagos do Rio São Francisco, que aconteceu durante todo o dia, no auditório do CDTA, do Campus VIII da UNEB, em Paulo Afonso – Bahia. Sem dúvida, para os presentes, o Workshop, que faz parte do FestTilápia 2017, que acontece desde o dia 1º de outubro (com o Festival Gastronômico Sabores da Tilápia) até o dia 29,  um momento único de receber, das maiores autoridades em Pesca e Aquicultura do País, preciosas informações e opiniões acerca do segmento que cresce a cada ano no Brasil, além, é claro, de conhecer estratégias e soluções para problemas enfrentados pelos produtores, técnicos, estudantes, professores e empresários presentes no encontro. No total, 146 presentes e mais de 170 inscrições realizadas, números que mostram o sucesso do evento.

O conteúdo técnico-científico trouxe à discussão esses temas mencionados, além da análise de cenários, tecnologias de reuso de águas e crédito para implantação de projetos produtivos e demandas urgentes para a sustentabilidade e para o desenvolvimento das atividades da pesca e da aquicultura na Região dos Lagos do Rio São Francisco.

Entre os palestrantes, o ex-ministro da Pesca e Aquicultura de 2006 a 2010, o médcio veterinário e professor da Fundação Getúlio Vargas, Altemir Gregolin, a também médica veterinária e pesquisadora da Embrapa Pesca e Aquicultura do estado do Tocantins, Ranata Melon, o Professor Dr. e agrônomo, Omar Jorge Sabbag, da UNESP-SP, o técnico Victor Hugo Barros Costa,  da Secretaria de Aquicultura e Pesca do Governo Federal, além de professores, engenheiros, pesquisadores e técnicos da UNIVASF, CODEVASF, UNEB, Bahia Pesca, Integral Mix, IF Baiano e outras instituições. Por último, os participantes tiveram uma mesa redonda com entidades financeiras, entre elas o Banco do Nordeste, Banco do Brasil e Desenbahia, além do SEBRAE.

               

Como já fora dito, o Workshop faz parte do FestTilápia 2017, que  é uma proposta de realização conjunta da Bahia Pesca S/A – empresa vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura do Estado da Bahia, SEAGRI-BA, que tem o objetivo de fomentar a aquicultura e a pesca no estado da Bahia e a Associação Comercial de Paulo Afonso – ASCOPA, por intermédio do núcleo de bares e restaurantes do programa empreender, que busca o desenvolvimento dos setores por meio da sustentabilidade dos negócios,  seus produtos regionais e a responsabilidade social de todos os envolvidos.

o FestTilápia 2017 objetiva ampliar o mercado consumidor de pescados, com foco na tilápia e fortalecendo o seu uso na gastronomia.

Os municípios de Paulo Afonso e Glória, localizados no nordeste baiano, Território de Identidade de Itaparica, são, em conjunto, são o maior polo de produção de tilápias do estado da Bahia, sendo que o município de Glória é o maior produtor individual de tilápia do Brasil.

O Festival tem sua continuação nesta quinta-feira, 26, com visitas técnicas às pisciculturas e missões empresariais e, na sexta, a “sede” do festival é o Balneário Canto das Águas, na orla de Glória-BA, onde há uma programação toda especial para receber cerca de 5.000 pessoas até o domingo, dia 29. Entre as atrações, estão as Oficinas de Artesanato, de Beneficiamento de Pescados, a Oficina Cozinha Show, a premiação do pratos vencedores do Festival Gastronômico Sabores da Tilápia, e o Concurso Miss e Mister Rio São Francisco. E todos estão convidados a participarem deste que, sem dúvidas, é o maior festival da tilapicultura já realizado na região.

2017 - Todos os direitos reservados
PRIMEIRAMAONOTICIAS.COM.BR