Planilha apreendida com Aécio revela distribuição de cargos no governo

30/11/2017

Primeira Mão Notícias - foto divulgação

 

 

 

 

 

 

PF também descobriu que Aécio detinha um mapeamento de cargos da União disponíveis em Minas, com as respectivas remunerações e vagas em aberto

Polícia Federal apreendeu no gabinete de Aécio Neves (PSDB-MG) no Senado 14 folhas com planilhas que detalham como funcionavam as indicações de políticos a cargos em órgãos da administração pública federal em Minas Gerais. A PF também descobriu que Aécio detinha um mapeamento de cargos da União disponíveis em Minas, com as respectivas remunerações e vagas em aberto. De acordo com o jornal O Globo, um dos papéis é de 10 de fevereiro de 2017, o que indica a influência do senador no governo do presidente Michel Temer.

Os documentos foram apreendidos pela PF na Operação Patmos, em 18 de maio deste ano.

A reportagem destaca que foi encontrada uma planilha intitulada “Indicações para Cargos Federais – Minas Gerais”. O documento detalha quem indicou (político e partido) e quem foi indicado para 16 cargos em 10 órgãos do governo federal em Minas. É esta planilha que traz a data “10/02/2017”.

Também foi apreendido um documento com o título: “Recrutamento Amplo Político em Minas Gerais”. Outro, indicava “recrutamento restrito”, com indicações de cargos técnicos. Outros papéis traziam referência a um dos aliados de Aécio, o deputado federal Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG). Neste caso, a planilha traz a indicação de “Cargos em Órgãos Importantes Brasília/Rio”.

Em resposta, a assessoria do senador disse que o levantamento diz respeito a indicações feitas por deputados federais de Minas, de vários partidos, para cargos na administração federal, encaminhado a Aécio “para conhecimento”.

2017 - Todos os direitos reservados
PRIMEIRAMAONOTICIAS.COM.BR